10 de out de 2008

Amigos são chaves

"Nos subúrbios de Havana, chamam o amigo de minha terra ou meu sangue.
Em Caracas, o amigo é minha pada ou minha chave: pada, por causa de padaria, a fonte do bom pão para as fomes da alma; e chave por causa de ...

— Chave, por causa de chave — me conta Mario Benedetti.
E me conta que quando morava em Buenos Aires, nos tempos do horror, ele usava cinco chaves alheias em seu chaveiro: cinco chaves, de cinco casas, de cinco amigos: as chaves que o salvaram."
Celebração da amizade/1, do Livro dos Abraços, de Eduardo Galeano
A cada ano, tenho a sorte de conhecer pelo menos um amigo desses, que, também por sorte, ficam em minha vida por muito, muito tempo. E, do jeito que a vida tem que ser, um dia eles partem. Agora, é a vez da minha querida amiga Veri realizar seus sonhos, que estão a alguns quilômetros de distância daqui.
E, apaixonada que sou pelas palavras, encontrei nesse texto a forma de expressar o tanto que gosto dela: minha amiga chave, que abriu tantas portas para que eu possa realizar os meus sonhos; minha amiga pada, que, com sua delicadeza e seu exemplo, tantas e tantas vezes aqueceu minha alma e meu coração!!!
E, para cumprir o ritmo que uma vida feliz deve seguir, acabei de ganhar mais uma amiga chave: a Rosangela, que talvez nem saiba o quanto seu pequeno gesto pode representar na construção do meu sonho.

Nenhum comentário: